Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Curso de Engenharia Aeronáutica

O profissional da Engenharia Aeronáutica trabalha no projeto, desenvolvimento e manutenção de aeronaves de todos os tipos, como aviões, helicópteros, satélites e foguetes. Sua atuação ocorre especialmente nas indústrias do ramo aeroespacial e de defesa.

Podemos dizer que o trabalho desse profissional é essencial na garantia de segurança de qualquer voo. Pode atuar na coordenação do tráfego aéreo, coordena reparos, manutenções preventivas periódicas, realiza testes e ensaios em estruturas e componentes por ele projetados antes da produção em escala industrial, e desenvolve, monitora e instala sistemas sensores e de controle em aeronaves, como mecanismos que controlam a utilização do combustível, pressurização da cabine, etc.

O curso

O curso de engenharia aeronáutica tem duração de cinco anos e é uma área complexa de estudo. Disciplinas exatas dominam a grade curricular como Álgebra Linear, Geometria Analítica, Cálculo, Física, Eletricidade etc.

As matérias mais específicas ao curso são introduzidas a partir do terceiro ano. No final do curso é obrigatório a apresentação de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Onde estudar Engenharia Aeronáutica

Poucas instituições de ensino superior oferecem o curso no Brasil, sendo esse um fator de dificuldade para quem se interessa em seguir essa carreira. O vestibular para o curso é bastante concorrido.

O estado de São Paulo possui as melhores instituições de ensino do Brasil no que se refere à Engenharia Aeronáutica: O ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica), localizado na cidade de São José dos Campos oferece o curso desde a década de 50 e é referência nacional e internacional em formação aeroespacial. No município de São Carlos localiza-se a Escolha de Engenharia de São Carlos (EESC), da Universidade de São Paulo (USP), que oferece o curso de Engenharia Aeronáutica desde a década de 70.

Nos últimos o curso passou a ser oferecido por algumas universidades privadas como a Universidade Paulista (UNIP) no campus de São José dos Campos, a Universidade de Taubaté (UNITAU) e a Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP).

Mercado de trabalho

A escassez de engenheiros aeronáuticos no Brasil, faz dessa carreira uma das mais valorizadas com amplas possibilidades de colocação no mercado de trabalho que podem começar cedo, antes mesmo da graduação.

O Brasil é um grande fabricante mundial de aeronaves. Com sede em São José dos Campos, a Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A (EMBRAER) é a terceira maior fabricante mundial de aeronaves civis e maior empregadora de engenheiros aeronáuticos no país. Ligada à indústria aeronáutica existe uma infinidade de outras empresas que produzem peças e serviços no Brasil e no exterior. A atual demanda de Engenheiros e técnicos pela EMBRAER acabou absorvendo parte dos empregados dessas empresas o que gerou a abertura de novos empregos.

O país também possui a segunda maior frota de aviões do mundo e grandes empresas de transporte de cargas e passageiros, o que gera demanda de especialistas na manutenção das aeronaves em circulação e no gerenciamento do tráfego aéreo.

Além das oportunidades citadas, o profissional pode atuar também no campo de pesquisa científica em Institutos de Pesquisa, Empresas e Universidades Brasileiras e no exterior.

Como outras engenharias, o salário mínimo de um engenheiro aeronáutico é de 6 salarios mínimos por 6h de trabalho / dia (aproximadamente R$ 3.700,00 no salário mínimo atual).

Referências:

http://www.aer.ita.br

http://www.eesc.usp.br

http://guiadoestudante.abril.com.br/profissoes/engenharia-producao/engenharia-aeronautica-602933.shtml

http://pt.wikipedia.org/wiki/Engenharia_aeron%C3%A1utica

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário