dcsimg

Vestibular em

Quanto custa estudar Arquitetura em SP

O investimento necessário para estudar Arquitetura e Urbanismo em SP muda de acordo com diversos fatores.

Entre eles, podemos citar a infraestrutura e a reputação da instituição de ensino, a localização e a formação dos seus professores.

Por causa deles, a diferença no valor das mensalidades pode chegar a 500% de uma universidade a outra!

Além dos custos com mensalidades, quem faz Arquitetura precisa considerar os gastos com materiais de desenho, maquetes e impressões gráficas para não estourar o orçamento.

Se você quer saber quanto precisa desembolsar para se formar em Arquitetura, confira este guia com as mensalidades das principais universidades de SP. Veja também quais são os custos extras que devem ser analisados.

 

Mensalidades de Arquitetura em SP

Os cursos de Arquitetura mais baratos de SP cobram em torno de R$ 600 mensais de seus alunos. Mas a maioria das universidades possui mensalidades próximas a R$ 1.000.

O segredo é pesquisar bem, verificar os planos de pagamento, os possíveis descontos nas universidades desejadas e escolher aquela que melhor se encaixa no seu bolso.

Confira as mensalidades das principais universidades de SP para o curso de Arquitetura:

 

Mensalidades de Arquitetura entre R$ 500 e R$ 1.000

Mensalidades de Arquitetura entre R$ 1.000 e R$ 1.500

Mensalidades de Arquitetura entre R$ 1.500 e R$ 2.000

Mensalidades de Arquitetura acima de R$ 2.000

Como pagar menos para estudar Arquitetura em SP

A maioria das universidades particulares oferece algum tipo de promoção, bolsa de estudo ou crédito estudantil. Antes de se matricular, procure conversar com o setor financeiro da universidade e negociar a forma de pagamento.

Quem fez o Enem tem a chance de apresentar seu desempenho e conseguir vantagens como descontos em matrículas e mensalidades em muitas instituições.

Outra forma de economizar com os custos da faculdade é participar dos programas do Governo Federal que facilitam o acesso ao ensino superior. Existem dois deles que ajudam pessoas de baixa renda a pagar o curso de graduação:

ProUni

É um programa que distribui bolsas de estudo para pessoas de baixa renda que obtiveram as melhores notas no Enem. As bolsas podem ser de dois tipos:

  • Bolsa integral – que cobre 100% dos custos com mensalidades.
  • Bolsa parcial – que cobre 50% dos custos e o aluno tem que pagar a outra metade.

FIES

O FIES é um fundo de financiamento estudantil. Com ele, é possível financiar o curso a juros baixos e começar a pagar a dívida só depois de formado.

Para se inscrever tanto no ProUni quanto no FIES é preciso ter feito o Enem e obtido, no mínimo, 450 pontos na média das provas e nota maior que zero na redação.

 

Custos extras para estudar Arquitetura em SP

Para saber exatamente quanto você vai gastar durante a faculdade de Arquitetura é preciso colocar na ponta do lápis outras despesas além das mensalidades. Conheça as principais delas:

Moradia

Dependendo da região de SP, os gastos com habitação podem ser bem elevados. Se você precisa se mudar para frequentar as aulas, pesquise sobre a realidade do local e considere os gastos com:

  • Aluguel
  • Condomínio/IPTU
  • Gás, luz e água
  • Internet e telefone
  • Móveis e utensílios domésticos (se for o caso)

 

Transporte

A menos que você more bem próximo da universidade e consiga ir a pé, vai precisar gastar com deslocamento. Verifique os valores do transporte público para todos os trajetos necessários e faça uma conta do gasto mensal.

Se você usa carro, não esqueça de colocar na conta os custos com seguro, estacionamento e pedágio além do combustível utilizado.

 

Alimentação

Para ter uma ideia de quanto será gasto com alimentação pense nas refeições que precisará fazer fora de casa. Pesquise o preço das lanchonetes e restaurantes próximos ao campus e faça uma estimativa mensal.

Considere também o valor gasto em supermercado para os lanches feitos em casa.

 

Material didático

O curso de Arquitetura exige que o aluno providencie uma série de materiais específicos, que nem sempre são baratos. Uma boa forma de se planejar é verificar no início de cada semestre a lista dos materiais exigidos. Não esqueça de utilizar ao máximo os recursos oferecidos pela universidade. Pegar emprestado os livros da biblioteca, por exemplo, é uma boa forma de economizar.

 

Veja também:

Faculdades de Arquitetura em SP

Em qual faculdade de Arquitetura você pretende estudar? Conte para a gente aqui nos comentários!

Deixe seu comentário:

Versão para impressão     Enviar para um amigo